Artigo Publicado no Jornal Diário da Manhã

 

http://impresso.dm.com.br/edicao/20180514/pagina/2614 - 05 ENXUGAR GELO

21 de Maio é dia do Agente de Trânsito de Goiânia.

 21
Parabéns para nós, embora muitas vezes incompreendidos, realizamos um trabalho muito importante, cuja necessidade só aumentará com o passar dos anos.
Ademais, além dessa incompreensão, muitas vezes, nos deparamos com a falta de uma estrutura básica para a realização de um trabalho de excelência.
Assim, diante de tantos impropérios, posso dizer que tais realidades só qualifica esse parabéns. Que para alguns é objeto de felicitações, enquanto para outros nem tanto. Mas em todo caso fica o aprendizado e a amizade.
E só aprende aquele que vai e faz, e tenta e luta, sem omissões ou interações especulativas camuflados por desejos não revelados.
E eu aprendi muito, graças a cada um dos Senhores AGT.
Parabéns e Muito Obrigada!!

Na Câmara Municipal nos Posicionando Contra o PL da Reforma da Previdência como Está: sem quaisquer GARANTIAS, apenas deveres, obrigações e sujeições.

32724788_1645427352171642_5734825605623447552_o 32695461_1645427232171654_4690186312517419008_o (1)

No Instituto de Previdência nos Posicionando Contra o PL da Reforma da Previdência como Está: sem quaisquer GARANTIAS, apenas deveres, obrigações e sujeições.

32594784_1645427118838332_8275272540432105472_o32507955_1645427038838340_8965990765817757696_o

Atendimento Jurídico

atendi

REIVINDICANDO DIREITOS: PROGRESSÃO DA CARREIRA

Foto de Andréa Gonçalves ✨

Estivemos reunidos com o Secretário de Administração, Sr. Jairo e com o Secretário de Trânsito Fernando Santana para reivindicar a progressão da carreira dos Agentes que há anos não é implementada. Logo, não bastasse o não pagamento da Data base, ainda temos que suportar mais esse prejuízo pela não observância da lei por parte do Executivo.

Os Secretários se comprometeram a fazer uma força tarefa em busca da efetivação desse DIREITO, uma vez que tal situação chega a ser constrangedora para os administradores.

Esperamos que seja de fato implementado, pois caso contrário a situação vai ficar cada vez mais insustentável tanto do ponto de vista financeiro em si quanto administrativo.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA em GOIÂNIA É ENXUGAR GELO COM O DINHEIRO DO SERVIDOR

31958576_1638064219574622_8321285998247936000_o

Estivemos no MPGO, em audiência com o Procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, conjuntamente com o Sr. Elísio Gonzaga (Presidente da AFFIM-Goiânia), o Sr. Manuel Brasil (Presidente do SINDIFFIM-Goiânia) e o Sr. Joaquim Cunha (Presidente da ANS-PMG, no ato representado), momento em que as Entidades expuseram a gravidade de algumas circunscrições presentes no Projeto de Lei atinente a Reforma da Previdência Municipal de Goiânia, que redundará em prejuízos aos servidores. De modo que tal processo não deverá obter êxito, assim como aconteceu em SP e no RJ.

Ademais, o problema da previdência no Município foi gerada pelo próprio Poder Público que foi negligente no repasse das contribuições tanto dos consignados dos servidores quanto do patronal ao Instituto, bem como quanto ao não pagamento dos parcelamentos autorizados pela Câmara Municipal da dívida do Executivo com o Instituto de previdência: em 60 parcelas; 120 parcelas e o último 240 parcelas. Nenhum foi quitado, pelo contrário, pagasse as primeiras parcelas para que a União assim libere o Certificado de Regularidade Previdenciário, e então possa ser sacado verba federal pelo Município, isto é, o rombo da previdência só cresce. Estas situações sim devem ser combatidas: isto é o mínimo.

31959953_1638064156241295_2950098484549648384_o

Logo, este PL não resolverá a questão que perpassa necessariamente pela falta de uma gestão compromissada com o cumprimento das normas no seu aspecto legal e, especialmente, moral. Ou seja, tal propositura é enxugar gelo, e com o dinheiro do servidor. Pois da forma que está de nada adiantará: é remendar pano velho em um pano ainda mais velho.

O MPGO designou um especialista da área para estudar o projeto a fim de dar o apoio necessário.

 

 

Reivindicando os Direitos não Implementados pela Administração Pública

Em reunião com o Secretário Fernando Santana reivindicamos a implementação da PROGRESSÃO NA CARREIRA que já vem anos a fio sem a sua devida concessão. Ressaltando que oficiamos de forma reiterada à Administração da sua urgente necessidade.

Além disso, entregamos alguns documentos que comprovam a perda salarial a qual temos sido objeto, desde a não atualização da UPV: que ultrapassa a monta de 10%. Fora os prejuízos decorrentes da não efetivação da DATA BASE de 2017 e de 2018.

Nesse passo, solicitamos que o mínimo seja feito, isto é, a implementação dos direitos já previstos em lei, assegurando então a harmonia laboral da Casa.

Algumas sugestões, documentadas, foram feitas e cálculos repassados. De modo que será dada uma resposta nos próximos dias, segundo o Secretário.

Foto de Andréa Gonçalves ✨ (2)Foto de Andréa Gonçalves ✨ (1)