Cotidianamente São Realizadas as Blitzs Educativas Pelos Agentes de Trânsito

IMG-20170309-WA0012

É um dos instrumentos mais eficazes para o alcance de resultados positivos no trânsito. Educação. Pois, traz consigo uma atitude preventiva e mais dinâmica. De modo que, esse “instrumento”, pode assumir várias roupagens com figurinos diversificados inclusive, ou seja, poderá usar de meios lúdicos e cénicos amplos, bem como utilizar métodos segundo as características do público alvo.

Logo, essa capacidade de formatação e conformação – segundo o objetivo que se busca, sendo, o que a educação no transito postula e querer -, tem o condão de conquistar a muitos, e isso é muito importante quando se sabe fazê-lo, bem aproveitando esse campo cognitivo, reitero, amplo e diversificado.

Sem título

 

Sinalizando sempre um caminho mais amistoso e harmonioso, mas para isso é  necessário aprender e apreender que as regras de trânsito precisam ser respeitadas.

 

 

 

PARABÉNS PELO TRABALHO

IMG-20170302-WA0035

A Faixa de Pedestre Precisa Ser Respeitada

IMG-20170309-WA0011

Enquanto uns ajudam e respeitam, outros atrapalham e inobservam as regras de trânsito, o que gera um ambiente propício à ocorrência de acidentes e de atropelamentos, este último especialmente se não respeitarmos a faixa de pedestre.

A faixa de pedestre é um ambiente do pedestre, não podemos ocupá-la com o nosso veículo:

é proibido estacionar sobre a faixa.

RESPEITAR A FAIXA É RESPEITA A VIDA

IMG-20170309-WA0003

IMG-20170302-WA0035

PRECISAMOS DE MEIOS MAIS ADEQUADOS PARA A REALIZAÇÃO DE UM TRABALHO A ALTURA DO QUE A CIDADE PRECISA.

IMG-20170309-WA0002

Os Agentes de Trânsito de Goiânia ainda usam o sistema manual de lavratura de infração de trânsito, o papel, pasmem.

O que não é nem um pouco sustentável seja pelo aspecto ambiental, laboral ou quanto à resposta que a Secretaria de Trânsito deve dar a sociedade goianiense. E isso só ocorrerá se a SMT substanciar/instrumentalizar meios mais efetivos e eficazes para a realização do trabalho desses servidores públicos.

Inclusive, o Ministério Público de Goiás tem cobrado uma maior fiscalização por parte dessa Pasta, assim, seria bem oportuna a consecução desse meio tecnológico nesse momento.

O Contran prevê que constatada a infração pela autoridade de trânsito ou por seu agente, ou ainda comprovada sua ocorrência por aparelho eletrônico, equipamento audiovisual ou qualquer outro meio tecnologicamente disponível, previamente regulamentado por ele (CONTRAN), poderá e deverá ser lavrado o Auto de Infração de trânsito. (CONTRAN RES. Nº 390, DE 11 DE AGOSTO DE 2011)

Prevendo, assim, a autorização para o registro da infração por meio de TALÃO ELETRÔNICO.

ENQUANTO ISSO NÃO É PROVIDENCIADO, CONTINUAMOS BRINCANDO DE LEP TOP.

PRECISAMOS DE MEIOS MAIS ADEQUADOS PARA A REALIZAÇÃO DE UM TRABALHO A ALTURA DO QUE A CIDADE PRECISA,

VISANDO A CONSECUÇÃO DE UM TRÂNSITO + SEGURO.

IMG-20170302-WA0035

 

Audiência Pública: Participe Conosco, às 15 horas no Dia 14/03/2017

AÇÃO

Manutenção da Segurança Viária

IMG-20170306-WA0017-1 IMG-20170306-WA0019-1-1 IMG-20170306-WA0016-1

Dentre as várias atividade executadas pelos Agentes de Trânsito hoje destacamos esta, o controle do tráfego de veículos em cruzamento, uma vez que os semáforos estavam apagados (não havia energia elétrica no local). Logo, a realização desse trabalho é de suma importância para a manutenção da segurança viária do local, estabelecendo certa ordem de prioridade e agilidade no trânsito, visando manter a fluidez normal da via com segurança.

“Mas não faz mais do que obrigação”, diria alguns.

E estão certos. Verdade!

E você já pensou se cada um de nós fizéssemos, pelo menos, o SEU “mais do que a obrigação”…

Vamos pensar:

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como motoristas…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como motociclistas…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como ciclistas…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como pedestres…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como cidadãos…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como políticos…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como pais…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como mães…

Se fizéssemos “mais do que obrigação” como filhos…

……………………………………………………………………….

Assim, o que falta é, exatamente, esse tal de “mais do que obrigação”: DA NOSSA PARTE para que possamos ter um trânsito mais humano e seguro.

RESPEITAR A SINALIZAÇÃO É RESPEITAR A VIDA e TAMBÉM FAZER O SEU “MAIS QUE OBRIGAÇÃO’

BELO TRABALHO

IMG-20170302-WA0035

 

 

Motociclista: Tem Que Assumir Uma Postura Preventiva no Trânsito

IMG-20170302-WA0032

Agentes de Trânsito deram o apoio necessário para o salvamento de um Motociclista que caiu da moto, que não soube dizer o motivo da queda, na Av. Anhanguera com a Av. República do Líbano. Mas podemos afirmar que os acidentes envolvendo motos, segundo o Ministério da Saúde, formam uma legião de pessoas com deficiências. Os traumas estabelecem deficiência físicas em membros inferiores e superiores, bem como na coluna vertebral com graves problemas como, por exemplo, a paraplegia, a tetraplegia, dentre outros. Tudo, em grande parte, em função da má utilização desse tipo de veículo que, por si só, já possui um maior risco associado.

Logo, é importante que o motociclista entenda que ele tem que assumir uma postura preventiva no trânsito, utilizando todos os equipamentos de segurança, respeitando os limites de velocidade, assim como todas as normas de trânsito em geral. Visando minimizar esse ambiente naturalmente perigoso.

RESPEITE A SINALIZAÇÃO É RESPEITAR A VIDA

PARABÉNS PELO BELO TRABALHO

ANTECEDENTES

A Imagem Fala Por Si Só…

IMG-20170302-WA0028

Brasília em 1997 Decidiu Dar Preferência à Vida: a faixa

IMG-20170222-WA0035

Na histórica disputa entre carros e pedestres, estes levam a pior, enquanto aquele se sobrepõe aqui na nossa Cidade. E isso precisa mudar, ou seja, a prioridade deve ser do pedestre e, para isso, não é necessária a criação de lei, ela já existe, basta efetivá-la de forma contundente, colocando em prática os dispositivos do Código de Trânsito Brasileiro que até então tem sido negligenciado. O art. 214, do CTB, por exemplo, diz que é infração gravíssima não dar preferência ao pedestre na faixa e pune o motorista com multa e sete pontos na carteira.

Por que a faixa de pedestre é respeitada em Brasília e aqui em Goiânia não o é?

Muito simples, lá em Brasília, as autoridades da Capital Federal tomaram uma decisão política – após concluírem que era um absurdo que o pedestre, antes de atravessar a rua, fosse obrigados a dar preferência para os carros -, de mudar essa realidade no ano de 1997: DECIDIRAM INVERTER A PREFERÊNCIA.

Para tanto, destacaram agentes de trânsito para as faixas de pedestre sem semáforo. Nessas travessias, bastaria que as pessoas estendessem o braço para que os carros freassem. Nas faixas com semáforo, nada mudaria — o verde, o amarelo e o vermelho continuaram ditando os movimentos.

IMG-20170222-WA0001

Logo, em Goiânia, enquanto não houver essa decisão das autoridades públicas a faixa não será respeitada. De modo que, a preferência, aqui, só é respeitada enquanto o Agente está presente. Ausente, o carro se sobrepõe.

Essa decisão política deve começar a partir de uma campanha educativa em massa para então avançar para um trabalho de fiscalização abrangente e, reitero, contundente pelo respeito à faixa e, consequentemente, à vida.

Belo Trabalho

ANTECEDENTES